Escrevendo

Quando eu cheguei nos 26…

… percebi que sou muito carente de “Parabéns”! Rs… Ah, vamos ser francos: nada mais legal que se sentir querida no dia do seu aniversário – que, segundo um grande clássico, é uma “data querida”!

Descobri também que ter amigos – amigos mesmo, não colegas ou conhecidos de uma noite – é uma dádiva! É o melhor presente!

Quando eu cheguei nos 26 já tinha fios de cabelo branco na cuca maluca, tive alergias ao invés de tatuagens, comemorei o aniversário pela terceira vez com meu Príncipe Bombonzinho, ganhei pasteizinhos de chocolate do dono da pizzaria que vamos quase toda semana, me dei de presente um smartphone e comecei a aprender a domá-lo, recebi parabéns, ganhei um kit banho muito gostoso e cobiçado…

Mas pra você ver como nem tudo são flores, continuei egolindo sapos no trabalho, me irritando com a “ranzinzice” alheia e com o tempo muito indeciso da cidade onde moro (de manhã tá frio, mas tá abafado, depois calor seguido de frio, ventos e garoa)…

Enfim! O fato é que a mudança trazida pelos 26 ainda não foi concretizada. Ela é moldada a cada dia, a cada roupa nova, a cada tentativa de penteado novo, a cada música/ banda descoberta, a cada causo do passado revelado…

Como diria a graciosa e poderosa Inês Brasil: “Porque, poxa, de todo o meu coração, não é mole, não!!!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s