Descobrindo

Descobrindo o álbum novo do JT

Hoje é dia de falar de coisa boa!!!!

Não sei se intencional, o fato é que hoje abri os olhos pro mundo com muito Justin Timberlake:

1º: MTV passando Video Collection Justin + N´Sync (lógico que eu parei pra ver e quase perco o ônibus pro trabalho!);

2º: vazou o álbum novo desse arrasante (aqui ó);

3º: Rock in Rio anunciou JT como headliner do dia 15 de setembro.

Tá bom pra você? Não? Então vem que eu vou comentar faixa a faixa de “The 20/20 Experience”, beu abor!

Imagem[Imagem: Divulgação]

Pusher Lover Girl – aquele agudinho que a gente já conhece. Não me deu grandes emoções, não. Por enquanto;

Suit & Tie – essa aí é o single, já ganhou dois clipes (um deles dirigido pelo David Fincher num P&B super Vogue da Madonna – que ele também dirigiu -, várias referências a Michael Jackson), Jay-Z dando o ar da graça, muito luxo, chiclete, hit;

Don´t Hold the Wall – aí Timbaland, OOOO produtor, deu o seu toque de Midas! Não, ele não fez o “ê” de sempre, ele só repete o nome da música, mas apareceu. É o que importa;

Strawberry Bubblegum – essa é “a sensual”, aquela pra ouvir quando você quer jogar uma ideia ou quando precisa de uma inspiração.E tem um sambinha no final dela! Tá, forcei a barra dizendo “samba”; poderia ser “bossa nova de gringo”, mas vá lá!;

Tunnel Vision – de novo Timba mandando bala. E aí você tem uma leve lembrança do disco anterior, “Futuresexx/Lovesounds” (2006);

Spaceship Coupe – outra que lembra o álbum anterior – que é muito bom, inclusive;

That Girl – guitarrinha gostosa, meio R&B, meio soul;

Let the Groove Get In – é impressão minha ou todo cantor pop norte-americano cisma em fazer música “latina”? La Isla Bonita, Alejandro e essa podem ser incluídas na mesma lista. Essa poderia ter ficado de fora. Não me disse a que veio;

Mirrors – lembra trabalhos anteriores de JT, do primeiro CD solo (“Justified”) até mesmo algumas do N´Sync. É uma das mais fracas, mesmo tendo sido a segunda música a vazar do “20/20”;

Blue Ocean Floor – por um equívoco, comecei a escutar essa faixa primeiro. Me surpreendi com a introdução e com a própria música, me lembrou um pouco das viagens do Frank Ocean no “Channel Orange”, mas depois de umas duas ouvidas, achei beeem fossa news. Ainda bem que é a última.

De uma forma geral, “The 20/20 Experience” traz um novo Justin aí pra todo o mundo ver: experimentando sonoridades, se arriscando, mas sem deixar de lado os falsetes que até o xará Bieber tentou copiar em Boyfriend.

Mas não tem como não comparar “20/20” com “Futuresexx/Lovesounds”, que deu o upgrade definitivo no ex da Britney Spears. Pra quem ouviu o trabalho anterior, reconhecerá o poder de Timbaland a partir de Don´t Hold the Wall. Algumas faixas não mostram o potencial que Suit & Tie, o primeiro single, mostrou. Outras aperfeiçoam o talento de JT em ser um cantor pop de destaque, e que esse tempo todo em que ele se afastou da música para se dedicar ao cinema compensaram. Mas honestamente? Por enquanto – por enquanto -, arrisco dizer que “20/20” não é lá essa Brastemp toda. Esperava [muito] mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s