Escrevendo

Café?

Prefiro chá, obrigada!

Acho engraçado esse amor eterno amor que algumas pessoas têm pelo café. Engraçado porque, na maioria das vezes, o “ouro negro” que tomam diariamente é ruim. E engraçado porque, para mim, café é sinônimo de Yakult. Ou Activia.

Sim, leitores: café, no meu sistema, funciona como um laxante. E uma xícara com leite pela manhã já está de bom tamanho.

Café bom é café de mãe ou de avó ou de pai. Café dos outros sempre é pavoroso. Até o cheiro, por vezes inebriante, acaba brochando qualquer tentativa de abrir a garrafa térmica da firma e sapecar toneladas e toneladas de açúcar no copinho plástico.

Imagem

[Imagem: Julius Schorzman/ Creative Commons]

E aqueles das maquininhas, então? É pedir pra morrer com a língua queimada e com a úlcera mandando lembrança!

Acredito ser cool AMAR café. Não tem aqueles que reproduzem uma frase atribuída ao Caio Fernando Abreu? “Um café e um amor… Quentes, por favor!” (Já vi gente que tatuou a frase. Em francês. Pra ficar mais blasé, talvez…)

Acredito que supervalorizam o poder e o sabor do café. E tomam demais e demais e demais e demais.

Ok. Café é gostoso, faz bem, mas não exageremos.

Um bom e velho chá, em vários momentos, alegra e esquenta e salva mais que uma xícara de café.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s