Escrevendo

Senhor Fiscal do Peso do Elevador

À espera do elevador. Eu e um senhor.

“Boa tarde”, manda a boa educação dizer.

Para evitar conversa fiada, olho fixamente para as portas.

Estou com um copo vazio na mão, que antes continha um smoothie do Ême Cê Donádis.

Imagem[Imagem: Paula Franco]

Reparo, pelo canto do olho, que o senhor não para de me medir.

E, do nada, ele diz, incrédulo: “Você tomou TUDO isso SOZINHA?????”

“Sim”, respondo, com um sorriso amarelo.

“Desse jeito você vai engordar, hein?!”

O elevador chega. Entramos. Graças que ele iria “descer” antes. E continua me medindo.

Chegando no andar dele, surge outra pérola: “Come menos senão você vai engordar!! (Risos. Pausa.) Não, não, come mais…”

“Pode deixar”, digo, repetindo o sorriso amarelo.

A porta se fecha, olho para cima, e dou risada. “Sério, mesmo, Brasil??”

Para quê se submeter à dietas malucas e milagrosas se temos a realidade nua e crua, em forma e voz de “Senhor Fiscal do Peso do Elevador”, batendo na porta?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s