Escrevendo

Tempo

O tempo passa mesmo, não é?

Só percebi ao olhar pela janela. O céu cinzento deu lugar a um solzinho aconchegante, daqueles que te fazem tirar o lenço que protegia o pescoço do vento gelado e deixar a blusa vestindo a cadeira.

Faz tempo… Você está tão mudada… Apesar de que o rosto continua com espinhas. Está fazendo algum tratamento ou coisa do tipo?

Faltam trinta minutos pro meu horário de almoço acabar e eu já estou na frente do computador, vendo coisas inúteis, procurando futilidades, esquecendo obrigatoriedades.

Verdade que te falaram que você fica melhor de cabelo preso que solto?? Ahahahahaha! Quem foi o asno? Discordo totalmente. Você fica bem quando você está bem. O cabelo, no caso, é só um adereço.

E tem um muffin em cima da mesa. Na verdade, tinham três, mas comi dois e agora só restou um na caixinha para quatro. Enfiando o pé na jaca total!

E você? Como está? Como anda a sua vida? Já encontrou seu príncipe ou princesa, construiu castelos, matou dragões, encontrou o pote de ouro ao final do arco-íris?

Quanto tempo… E você não mudou nada desde aqueles anos… Talvez a voz, ou a altura… Emagreceu?

Tantas coisas, não é? Mas aquela intimidade parece forçada agora… É engraçado que, depois de anos de convivência e confidências, nos estranhemos agora… Mas sinto tanta saudade!

Enfim, preciso ir antes que meu ramal toque e alguém me peça um serviço que eu não deveria fazer mas faço porque ninguém mais faria ou fará.

Vê se não some, viu!

Nossa, quanto tempo! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s