Escrevendo

Blá blá blá

Percebi que comecei fazendo errado. O nome. É muito grande.

E sobre o que falarei? Tudo? Nada? Tudo e nada ao mesmo tempo? Não tenho um tema fixo, tipo brazilian fashion blogger.

Eu tiro fotos, falo sobre música – as que eu gosto, principalmente -, escrevo textos (na maioria, reclamando de alguma coisa). Tento ser agradável. Falando de coisas que gosto, me identifico e estou afim.

Mas comecei errado. O nome. É grande demais! quem vai digitar tudo isso no Google? Pelo menos, quem lembrar do nome inteiro, vai encontrar facilmente. Mas é grande demais!!!

Eu gosto de moda, de fofoca, de pop music, de coisas triviais. Gosto de passar batom vermelho e roxo e perceber, tarde demais, que não é o momento adequado para tal – ou os lábios estão rachados ou o bigodinho chinês está precisando ser retirado. Normal.

Só bebo café de manhã – e com leite. O que a moça faz aqui no trabalho é tenebroso. Nem o cheiro é bom! Mania? Não. É que me dá trelelê. Tipo Yakult, sabe? Claro que já existiram fases em que tomava vários copinhos do ouro negro o dia todo – e teve, ainda, a pausa durante a tarde para o cappuccino da maquininha. Com muito açúcar. Era bom. Mas café, café… Só o da minha mãe. Ou quando alguém insiste muito. Prefiro Coca-Cola. Ou Guaraviton. Por isso acho essa neura-hype com café chata demais. “Sou cult, sou coffee addicted!” Grandes coisas…

A mesma coisa acontece com maionese e banana. Só como em casa. Ou se vejo a pessoa fazendo – no caso da maionese. Autopreservação. Ou frescura, como queira.

Mas o nome é grande e ninguém acessa nada!! Fico imaginando os especialistas de blogs olhando para as pífias estatísticas deste aqui… Ririam da minha cara. Ou tomariam como exemplo para o “não faça”. Mas eu gosto tanto do nome!!

Fico pensando nessas meninas que tem visibilidade e ganham uma nota tirando fotos com a mão pendendo dos cabelos com californianas feitas nos salões mais caros e olhando pro chão com seu Ray-Ban ou qualquer óculos espelhado. Dou uma olhada nos posts – quase sempre, cheios de erros de português! Olho as roupas e a make – umas, maravilhosas, outras de gosto duvidoso, e algumas claramente feitas para vender determinado artigo/ marca. Consumismo puro. Mas quem liga? Eu?

À noite, depois da novela das seis, gosto de ver o TV Fama. Dou risada das perguntas, dos famosos abordados, da locução e das subcelebridades que rendem muito – e, geralmente, você nunca viu mais gorda. Tipo o Lucas Lucco. Só fiquei sabendo quem era ele no programa do Nelson Rubens. Bonito, mas brega (quem inventou essas camisas gola V hiper decotadas, gente??). E, depois, ouvi um trecho de uma “música” dele e torço para que ele também pense em gastar dinheiro com aulas de canto e com fonoaudiologia. Dicção.

E a Lorde? Tenho medo dela. Sei lá. Aquela cara de “não estou nem aí pra vocês, apenas me ouçam e calem a boca” me intimida. Mas ela é talentosa. É uma Lana Del Rey adolescente. E sem botox.

É muito blá blá blá pra pouco ti ti ti. Mas é o que vem a mente agora. É sobre isso que quero escrever. Seriedade nunca foi lá meu forte. Mas sou uma pessoa séria. Responsável. Mas meu blog foi feito para poder extravasar emoções e sentimentos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s