Escrevendo

Não comprei pela capa

A capa desse livro me atraiu. A imagem vintage, lânguida, sedutora.

[Imagem: Paula Franco]

Olhei o título e meu sensor de estranheza aumentou. E depois a “recomendação” de ler e esquecer na casa do boy magia pra ver se ele pegava pra ler enquanto estivesse cagando e, assim, assimilasse as orientações do guia escrito por duas mulheres (acreditando que não são pessoas usando nomes fictícios).

Não abri pra dar uma olhadela, nem li a orelha ou a contracapa. Só a capa com aquelas palavras manchetadas, como se eu estivesse na fila do mercado passando os olhos pela Nova e Viva Mais!, me irritou, me causou estranheza, me deu asco.

Como é que pode, no mundo que vivemos hoje, pleno século 21, com mulheres independentes e no poder, haver uma publicação que quer moldar um namorado a ponto de ele chegar à perfeição?

E que perfeição seria essa? Abrir a porta do carro? Ser agradável com os amigos da patroa? Lavar, passar, cozinhar, limpar a casa, fazer artesanato e vender pra fora? Comprar flores e escrever uma cartinha romântica?

Eu, particularmente, sou do time que me iludi demais com comédias românticas da Drew Barrymore (mesmo sendo ótimas companhias pra uma tarde/ noite em que não se tem absolutamente nada pra fazer) e com as dicas da Capricho. Nada, nem 45% do que eles ditaram valem pra vida real. Primeiro, porque criamos expectativas demais e esquecemos que somos todos seres humanos, com mais falhas que acertos. Segundo, NÃO EXISTE A PORRA DO HOMEM PERFEITO!!! Se existisse, estaria em um zoológico, ou sendo analisado em laboratórios ou, na melhor das hipóteses, sendo usado única e exclusivamente para reprodução. Tipo boi de raça.

Eu perguntei lá em cima se esse tipo de publicação ainda pode existir em pleno século 21. E, infelizmente, eu tenho a resposta na ponta da língua. Pode, deve e atrai muitas leitoras.

Semana passada, uma pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) revelou que 65% de 3.810 entrevistados acreditam que uma mulher que use roupas curtas e provocantes “mereça” ser “atacada”. E dentro desses 65%, estão mulheres. Machistas e hipócritas, com toda a certeza da via láctea!

É aquela coisas: se eu sair na rua num calor do Saara usando um shorts curto e uma regata, é “natural” eu ser assediada por caras que passam buzinando e falando merda dentro de seus carros, ou por outros que passam e te comem com os olhos – como se nunca tivessem visto uma mulher na vida -, ou ser alvo do recalque de mulheres que contam todos os furos de celulite que aparecem na sua perna ou gostariam de usar o mesmo shorts que você, mas “não podem”. Na visão distorcida dessas pessoas, a vestimenta é um convite e uma espécie de rótulo. “Facilitei as coisas pra você, vem!”

Em pleno século 21, onde as mídias sociais regulam a nossa vida mais que as mídias tradicionais, nos sentimos cada vez mais prisioneiros do olhar alheio. Nós postamos, comentamos, fotografamos e queremos ser vistos, curtidos e compartilhados. Mas e o respeito? Cadê?

@valescapopozudaoficial

[Imagem: Reprodução/ @valescapopozudaoficial]

Um grande VIVA! pra Valesca Popozuda apoiando a campanha #NãoMereçoSerEstuprada

Ninguém é obrigado a concordar com “estas mal traçadas linhas”. Mas é preciso respeitar, debater. Com civilidade.

Não aceito esse tipo de publicação, que vende maneiras de se viver de acordo com regras estúpidas e incoerentes. A realidade pode demorar, mas ela sempre bate a porta. Namorado perfeito é aquele que te respeita, soma, te faz crescer e vice-versa. Nem o Rodrigo Hilbert, moço cheio de predicados, é perfeito! É IM POS SÍ VEL ser perfeito.

Olhe-se no espelho. com roupa, sem roupa. Você enxergará milhões de defeitos em si. Sejam físicos – que são os mais evidentes -, sejam psicológicos. Não se pode projetar no outro aquilo que queremos pra nós mesmos e nem tentamos conseguir. Isso é hipocrisia. E das grossas!

P.S.: Se alguém leu este livro e ele não for nada daquilo que pensei, ou for exatamente o que pensei, ou gostou e deseja comentar, fique à vontade!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s