Vamos falar de coisa boa?

Sobre o Lollapalooza Brasil 2014

Não fui. Vi do sofá de casa, mesmo. Valeu, Multishow! Valeu, Bis!

Divulgação[Imagem: Divulgação]

Dos shows de sábado, fiquei surpresa com o Capital Cities e o bom público que foi vê-los. Boa música, boa energia.

E até tinha esquecido do Phoenix!

De domingo, que foi o dia que mais acompanhei, me espantou – de forma positiva – a performance do Savages. Meninada mete bronca mesmo!! Show sensacional! A vocal conversando com o público em um português que deu pra entender de boas, as meninas tocam muito!, e Jenny super elegante e simpática e com um mega gogó. Show phod@!! Mas sabe o que ferrou? O público.

O Savages é uma banda “nova” – coloco entre aspas porque o primeiro álbum delas vai fazer um ano -, mas cheia de vontade e que sabe tocar pra valer. Porém, não teve aquela recepção que seu som merece. Talvez se elas se apresentassem em um palco menor, tocaria mais corações e seriam mais aplaudidas e reverenciadas. Mas não tem como negar que elas são mais que demais! Parabéns, Savages! Don´t let the fuckers get you down!

Outro que me encantou foi o Johnny Marr – toca muito e conquistou todo mundo.

Ellie Goulding – estranho. Voz abafada, som da banda muito alto, mas energia total.

Pixies – gordinho mala, banda excelente. Meu namorado curtiu muito. Só sentiu falta de Gigantic, mas era de se esperar a ausência no set – quem canta é a Kim Deal e ela não é mais da banda.

E aí me encerram o festival com Arcade Fire e New Order tocando ao mesmo e em palcos diferentes. Controle remoto passando de um canal a outro toda hora!

Os canadenses sabem do riscado e manjam como arrebatar o público. É luz, é espelho, é o menino locão batendo tambor e correndo de um lado pra outro e quase se estropiando todo; é geral cantando The Suburbs a plenos pulmões; é jovem com a cara pintada; é êxtase quando o show começa com Reflektor.

E aí, no outro palco [e no outro canal], os tiozinhos do New Order [e os da plateia] emocionando com Crystal, Transmission e N outras. Sim, os caras mesclaram New Order e Joy Division num show só. Eu aguardava ansiosamente The Perfect Kiss, mas nessas de ficar trocando de canal, perdi metade da música e só ouvi as batidas finais. Tocou Blue Monday, a sala lá de casa virou dancefloor e que se dane!! YOLO!

Saldo: na minha humilde opinião de quem viu o festival em casa, o domingo concentrou os melhores shows. Porém, não me deu aquela vontade louca de estar lá e ver tudo de perto torrando ao sol. Foi bom, mas não gastaria meu rico dinheirinho pra estar lá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s