Escrevendo

Drama do Transporte Público IV

Segunda-feira é bem aquele dia em que, não importa o quão de bem com a vida você acorde: é sair de casa pra tudo cagalhar!

Episódio de hoje: “Espaço”.

Já diria a física que dois corpos não ocupam o mesmo espaço. Mas quando um deles é folgado, ele ocupa sim.

Não sei vocês, mas pegar ônibus-trem-metrô cheio é uma lição de vida.

O pior é quando você está cheio de coisa – mochila, guarda-chuva molhado, sacola – e precisa pegar o busão. E ele vem, lógico, sempre cheio. E as únicas pessoas que poderiam te ajudar oferecendo segurar algumas dessas coisas estão sentadas jogando Candy Crush, fingindo que dormem ou rolando a tela do celular vendo nada no Facebook e te olhando feio porque suas coisas estão batendo no braço ou na cara dela.

everybody-hates-chris-say-what

Mas, aqui, amigos, vou contar uma pequena história que aconteceu comigo.

Pra variar, estava em pé no ônibus, voltando do trabalho, rumo ao meu lar doce lar. Ele não estava lotado, mas não dava pra sentar. Lá estava eu com uma mão na barra e outra segurando a mochila quando entra uma senhorinha. Ela faz parte daquele grupo de pessoas que quer abrir caminho na base do “tô passando e não vou pedir licença”. Ou seja, já estava me preparando pra ela passar e me levar junto. Eis que ele vem na minha direção – eu estava bem próxima da catraca -, pede licença, eu dou um passo pro lado esquerdo e… e… ELA ROUBOU O MEU LUGAR!!!!

Sim, senhoras e senhores: ela pediu licença não pra passar pelo corredor e ir pro fundo. Ela pediu licença pra FICAR EXATAMENTE ONDE EU ESTAVA!!!! ME FODEU!!!!!

Me fodeu porque, diferentemente dela, eu estava segurando uma mochila pesada e consegui me posicionar num lugar onde eu conseguia me segurar bem,sem ficar fazendo malabarismos com o pulso pra não bater com a bunda na bunda de outra pessoa.

MAS, NÃO!!! A SENHORINHA FERROU COM TODO O PLANEJAMENTO DA BOA CONVIVÊNCIA DO ÔNIBUS!!! ONDE JÁ SE VIU PEDIR LICENÇA PRA PEGAR O LUGAR EM PÉ DOS OUTROS?????? ME AJUDA AÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍÍ!!!!!!!

Fiquei com um ódio, mas um ódio que só foi superado por outra senhora…rochelle

Estava eu mais uma vez no busão lotado; tive que ficar na catraca, mas não pude passá-la porque não dava – inclusive, a menina que entrou na minha frente passou e parou. Ou seja: não dava pra passar. As pessoas que entraram depois de mimtiveramque ficar na “boleia”. Eis que chegou um momento em que alguns passageiros desceram, mas ainda não dava pra passar a catraca. Aí, minha gente, tive que ouvir a senhora atrás de mim me perguntar: “Você não vai passar???” Olhei bem pra ela e disse, de forma educada, que não dava pra passar e que, assim que desse, eu o faria. Mas ela não se deu por satisfeita e começou a procurar no fundão motivos pra embasar o “Mas tem espaço…”

Ah, Brasil… Ela queria que eu passasse e ficasse encoxando a mulher da frente??? Ela ia descer no próximo ponto??? Pra que entrou no ônibus cheio???????

É lógico que eu repeti que assim que tivesse espaço eu passaria e lógico que comecei a reclamar em alto e bom som da criatura. Ah, gente, tem dó!!! Vou passar a catraca e ficar empurrando o pessoal que tá pior que eu só pra Bonita ficar contente??? E os outros que se explodam??? NÃO, NÃO E NÃO!!!! Quer conforto? Pega um táxi!

Agora chega! Vamos deixar pra contar mais histórias na próxima semana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s