Escrevendo

Cabelo crespo

Meu nome é Paula, tenho 28 anos e tenho o cabelo crespo.

Já usei ele curtinho – tanto é que, na infância, me confundiam com menino -, já passei máquina 3 (sem arrependimentos), já deixei crescer, já relaxei em casa (AmaciHair!!), já passei azeite/ maionese, já fiz escova, chapinha, cortei, deixei crescer de novo…

Não tenho medo do meu cabelo. Para mim, você pode fazer o que quiser com o que tem na sua cabeça.

Na maioria das vezes, deixo ele preso. Primeiro, porque me aflige cabelo no olho; segundo, porque não consigo ficar com ele solto em dias quentes (suor!!!); terceiro, porque o vento acaba com qualquer chance de ele ficar do mesmo jeito que arrumei antes de sair de casa.

Por isso, nas raras vezes em que saio com ele solto, é porque acredito que ele esteja digno de nota. Seja pelos cachinhos formados, seja pela hidratação, seja porque ele está com um “formato” legal.

Comecei a seguir diversas blogueiras cacheadas para pegar macetes, dicas… Mas confesso que tenho uma preguiça enoooooooooooorme de passar tanto creme-gel-óleo na cabilêra para, depois, sentir os fios duros ou ficar com a cara cremosa-oleosa.

Sempre que saio com o cabelo solto, ele arma: é lindo! AMO!! Porém, o que me desgasta muito, é ter que ouvir de homens passando por mim em carros algo do tipo “Aê, Bob Marley!!”, “Aê, Vanessa da Mata!!”, ou outro tipo de frase de extrema ignorância cultural. E, na sua maioria, esses homens não são brancos. São negros, mulatos. É como se estivessem ofendendo sua própria bagagem étnica!! Pra quê????

O que me angustia é: por que o meu cabelo solto, crespo, armado, pode irritar alguém a ponto de lançar em minha direção frases toscas?? O que choca, nesses homens tolos? O que incomoda tanto? O fato de eu não me preocupar em alisá-lo? Ou o fato de eu não estar nem aí para o que dizem que é legal-lindo-aceitável-padrão-normal?

Mas o que eu acho mais grave é o fato de esses seres ainda não saberem a diferença entre um dreadlock e um black power!!!!!

Marley Explica
Marley Explica – e de uma forma beeeem didática.

[Imagem: Internet/ Montagem_Paula Franco]

Citar Bob, Vanessa da Mata, o black power denota um certo conhecimento da cultura negra. Marley é ícone. Vanessa é uma cantora linda e talentosa, que usa e abusa do poder que seu cabelo lhe traz. E, principalmente, mostra para seu público que seus cachos encrespados são tão magníficos porque espelham sua personalidade, sua identidade.

Vanessa_Divulgação[Imagem: Divulgação]

Há empoderamento na forma que essas duas figuras apareceram/ aparecem na mídia. Isso é lindo.

O que não é lindo é usá-las para tentar insultar alguém na rua, um completo desconhecido, como se assumir um determinado tipo de corte/ textura capilar fosse ridículo. Não é.

Sou negra, assumo meus cabelos crespos e o máximo que faço por esses caras é fingir que não ouvi e seguir caminhando, linda e maravilhosa como a Beyoncé no clipe do “Crazy in Love”.

beyoncéwalk

Por isso, meninas – e meninos -, não liguem para o que outros dizem achar de seu cabelo, de suas roupas, de suas formas. Se você se aceita da maneira que é, tem mais é que esfregar na cara da sociedade mesmo!!! Ignorância é um dos grandes males de nossos tempos. Não podemos perder nossa identidade, força e fé para aqueles que disseminam palavras cujo único propósito é a ofensa gratuita. Nosso escudo tem que ser nosso amor próprio e respeito.

Se acha bonito ou feio, guarde para si! Ou, melhor, seja mais educado e inteligente nas críticas. Gritar frases toscas de um carro em movimento só demonstra o quão covarde é a pessoa que resolveu abrir a boca para defecar.

Respeito acima de tudo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s