Descobrindo

Iniciando os trabalhos

Trabalhos de leitura!

Em comemoração ao Dia do Leitor, que é hoje, nesse glorioso 7 x 1 (ahahahahahahahaha! Não podia perder a piada. #EntendedoresEntenderão), terminei o primeiro livro do ano – que comecei a ler ano passado.

O livro em questão é “O Torreão”, de Jennifer Egan, a mesma autora do “A Visita Cruel do Tempo” – falei sobre ele aqui.

divulgação
[Imagem: Divulgação]

Confesso que demorei um pouquinho pra ler porque a história custou um tantico pra me fisgar. Mas quando pegou, terminei rapidinho porque queria saber “que diabos tá acontecendo, gente?”.

O livro conta a história de um castelo europeu que está sendo restaurado pra virar um hotel “diferentão”; dois primos, Danny e Howard, com um passado em comum bem triste, mas que voltaram a se encontrar justamente por causa do castelo; o torreão, onde vive uma baronesa caquética; e as loucuras que passam por aquele lugar estranho.

O livro também conta a história de Ray, um cara que tá preso e frequenta aulas de escrita criativa lecionadas por Holly, uma mulher que não quer dar muita trela pra nenhum dos alunos – ela só quer que eles escrevam. Ray é o narrador da história sobre os primos e o castelo e, mais especificamente, o torreão.

Pra quem não sabe, o torreão é a torre mais alta do castelo. Faça como eu e dá um Google Images pra esclarecer as dúvidas. Rsrs…

O curioso da história é que, no primeiro momento, você só é apresentado à trama de Danny. Só depois surge o condenado e seu cotidiano na prisão, onde ele também conta sobre seus colegas, todos com uma personalidade muito específica. O que move Ray a continuar escrevendo é a professora o olhar com outros olhos, a prestar atenção nele como pessoa, e não como um ladrãozinho-assassino-vagabundo.

Eis que o desenrolar da história sugere coisas meio absurdas, fantasiosas, loucas, mágicas, pra depois se chocar com a realidade da penitenciária.

E ao final da Segunda Parte (o livro é dividido em Três), você fica super abobalhado, porque tudo o que você pensou que iria acontecer NÃO ACONTECE. Reviravolta! E é aí que a história te pega e você termina de ler rapidamente pra saber o que vai acontecer no final.

Se você está precisando ler algo nessa linha, vá com tudo, porque essa Jennifer escreve muito! É uma autora que joga muito com o leitor, porque o que está nas páginas é diferente do que a gente se acostumou. Há uma linearidade, mas, ao mesmo tempo, não há. E nesse “Torreão”, especificamente, se você não prestar atenção, vai ficar meio perdido. “É a história do Danny ou do Ray? Isso é real? Mas gente…como assim?????”

E viva o Dia do Leitor!!! E vamos baratear esses livros pra gente ler mais e aumentar nossa meta da leitura pra 2016!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s