Vamos falar de coisa boa?

A Barbie mudou

Recentemente, vimos uma mudança na abordagem da Mattel para promover a Barbie, a boneca mais amada e odiada do mundo.

Amada porque se tornou um símbolo de desejo infantil – e adulto. Loira, “alta”, com o corpo perfeito, diversas amigas, um boy magia e N trocas de roupa e profissões.

Odiada porque ela virou um estereótipo de como a mulher perfeita deveria ser. E surgem umas sub-celebridades por aí evocando exatamente isso – Barbie Humana, Ken Humano, etc.. Uma série de cirurgias plásticas bizarras e quilos de maquiagem ajudam a catapultar estes seres humanos “exóticos”.

Mas os anos mudaram, e temos muito mais informação e poder para dar voz a determinadas demandas. Como, por exemplo, a da representatividade. Cadê a Barbie negra? Ruiva? Japonesa? Por que a Barbie negra tem que ter cabelo liso? Por que a fabricante mantém o mesmo padrão de corpo da boneca?

De forma surpreendente, a Mattel resolveu dar a cara a tapa. Em uma propaganda, colocou garotinhas interpretando grandes profissionais em um cenário de verdade – aeroporto, museu, clínica veterinária, campo de futebol, sala de aula de uma universidade; para, no final, mostrar que a cena se baseava na brincadeira delas com as bonecas, e salientando que o faz-de-conta um dia poderia tornar-se realidade e elas poderiam ser o que quisessem ser no futuro. #Empoderamento

Em outro anúncio, a empresa incluiu um menino brincando de Barbie com outras garotas, derrubando o estereótipo de que Barbie é coisa de menininha. (Tudo bem que é um anúncio da Moschino Barbie – quem não quer alguma coisa da Moschino hoje em dia?????) #MachistasNãoPassarão

E agora, depois de longos 50 anos, a Barbie ganhou curvas!! Cores!!! Cabelos lisos, curtos, longos, cacheados, degradés, raspados!!! A BARBIE MUDOU!!! DE VERDADE!!!! ABRAÇOU A VARIEDADE!!! #RepresentatividadeImporta

A mudança – super drástica e esperada – é capa da revista TIME, que fez um vídeo com a equipe de design da Barbie comentando o processo – do medo de dar errado até a satisfação de terem, finalmente, capitaneado uma pequena revolução. Clique aqui para assistir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s